Reducao de TributosA redução de custos é algo sempre proposto pelas empresas. Com um mercado que cresce cada vez mais e torna-se mais competitivo e globalizado, gastar o mínimo necessário é algo imprescindível para os empresários. Para que isso aconteça, é necessário que sejam contratadas pessoas responsáveis para gerenciar os tributos e impostos e que seja feito o planejamento tributário, o que contribui e muito para a saúde financeira da empresa, além de evitar a perda de mercado para concorrentes focados principalmente no custo.

Segundo um estudo do IBPT, no Brasil, em média, 33% do faturamento empresarial é dirigido ao pagamento de tributos. Somente o Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro das empresas pode corresponder a 51,51% do lucro líquido apurado. Com essas informações, enumeramos 3 dicas de como conseguir reduzir os gastos com tributos da forma correta.

1. A principal providência que a empresa deve tomar é fazer

uma análise completa de seu negocio para ter um estudo antecipado das operações a serem realizadas no ano seguinte. Desta forma, ela poderá prever os reflexos financeiros decorrentes da carga tributária e analisar melhor como reduzir legalmente o tributo a ser pago;

2. Depois que a empresa escolher a forma de tributação que seguirá, ela deve estar atenta aos créditos que tem direito, como o PIS/Pasep, Cofins, IPI e ICMS, o que contribuirá para a redução do montante do tributo. Outra questão que se deve levar em conta é a compensação dos tributos recolhidos indevidamente.

3. Os incentivos fiscais, tais como isenções, redução de alíquota, entre outros, também podem ser uma boa opção para a redução de tributos. A legislação tributária brasileira concede vários benefícios e incentivos fiscais para a redução da carga tributária. Estes incentivos estão ao alcance dos contribuintes, inclusive, falamos de alguns deles aqui no blog: As empresas e o incentivo à cultura, A importância da Responsabilidade Social, As vantagens de ser uma empresa sustentável, Nota Fiscal Paulista para pessoas jurídicas.

É importante salientar que às vezes, algumas ações adotadas para a redução dos custos não são adequadas e ao invés de resolverem em definitivo o problema, só o acobertam. O empresário também deve estar atento e possuir total controle da situação fiscal e contábil de sua empresa.