Para uma empresa ser bem sucedida ela precisa em primeiro lugar de um bom e efetivo sistema de controle interno. Para isso, são necessários investimentos em tecnologia da informação (TI).

Na velocidade do crescimento do mundo digital e da tecnologia, a área de TI tem cada vez mais suportado o fluxo de informações das empresas. Todos os dados plenamente informatizado são processados eletronicamente e ficam arquivados em ambientes virtuais.

Uma transação entre duas empresas informatizadas poderá se efetivar sem quase nenhuma utilização de documento na forma de papel. Por exemplo, em uma operação de compra de mercadoria, a emissão da nota fiscal, o registro no livro fiscal, os registros contábeis e financeiros e, inclusive, o pagamento podem ser efetuados eletronicamente,

ou seja, tudo acontecerá de forma virtual.

Mas sempre surge a dúvida, investir em tecnologia de informação é seguro e confiável? E para responder esta pergunta, ninguém melhor que um Auditor de Sistemas. A Auditoria de Sistemas consiste na:

– Avaliação do sistema de informação utilizado, com a finalidade de conferir se este possui capacidade de suportar adequadamente às necessidades empresa;

– Elaboração e monitoramento de metas;

– Fiscalização do cumprimento de regulamentações e leis estabelecidas pelo serviço de TI utilizado;

– Detecção de pontos críticos que possam arriscar o cumprimento de objetivos;

– Identificação de necessidades, processos repetidos, custos e barreiras que atrapalhem a eficiência dos fluxos de dados;

– Certificação de informações confiáveis e oportunas;

– Redução dos riscos de erros e fraudes.

A fim de realizar todos os quesitos, o Auditor compreende todo o ambiente envolvido, como equipamentos, centros de processamento de dados, software de entradas e processos de informação, controles, arquivos e segurança. É através dessa proposta de mecanismos de controle que o serviço servirá a favor da prevenção, detecção, correção ou recuperação de dados e informações.

A Auditoria de Sistemas não é somente baseada na segurança, ela possibilita a organização a inovar, intermediar, controlar e gerir processos, produtos e serviços de forma contínua, com o objetivo de buscar uma posição de destaque diante de sua concorrência.

Já investiu em sua Auditoria de Sistemas? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Compartilhe!